Abertura da Jornada Pedagógica 2023 de Catu:

“O objetivo foi alcançado”. Rosa Sales

“Nós trouxemos um movimento diferente: de motivação, de fazer com que os profissionais da educação participassem de um momento coletivo; no sentido de estar falando da escola, das coisas do dia a dia; mas de forma que eles tivessem uma participação”.

Rosa Sales_ Secretária de Educação e Cultura de Catu

Foi assim, nesse clima – fugindo das barreiras impostas com as formalidades — que ocorreu na manhã desta quarta-feira, 01, no Clube Cepe, localizado no bairro Boa Vista — o evento que marca a abertura do ano letivo a Jornada Pedagógica 2023.

“Como se fosse brincando, interagindo, como se estivesse no chão da escola”. Rosa Sales

Após 3 anos sem ocorrer de forma presencial – a abertura da Jornada Pedagógica reúne cerca de 500 profissionais da educação e apresenta o tema geral que sintetiza a proposta da gestão: de participação, inclusão — uma gestão feita por todos e para todos.

TEMA GERAL:
Educação humanizadora: fortalecimento da gestão pedagógica para a formação integral dos estudantes.

“Quando você traz as pessoas para fazerem essa reflexão de uma escola que acolhe, que se preocupa com a educação — e de uma escola humanizadora; então, ela (escola) está fazendo com que todos os envolvidos, não só os docentes — mas todos na comunidade escolar se envolvam com o processo educacional”.

A Secretária, Rosa Sales — destaca ainda o papel importante de todos que fazem parte da Educação; ressalta que o ambiente escolar já começa na entrada, com o porteiro – no momento da chegada do aluno; que ao adentrar no espaço escolar, nos corredores — estará em contato com o trabalho desenvolvido pelos auxiliares que cuidam da manutenção, da limpeza da escola – e que todas estas ações envolvem o processo educacional.

Prefeito Pequeno Sales durante a abertura da Jornada Pedagógica – 01 de fevereiro, clube Cepe, (manhã).

PALESTRA Prof.ª Drª Elizabeth Fernandes de Macedo, renomada educadora, abordou temas relevantes como a gestão pedagógica eficaz, o papel da tecnologia na educação e a importância de valorizar a diversidade e a inclusão nas escolas.

ANIMAÇÃO apresentação do musical Canastra Real _ donos de um repertório de brincadeiras, brinquedos, cantigas e histórias da infância, tendo como principais fontes os textos da tradição oral, a literatura e o cancioneiro popular_ O grupo convidou o público a participar da festa, nas danças, trava-línguas e em toda a magia desse repertório.

Galeria de fotos

A SECRETÁRIA RESPONDEU ALGUMAS PERGUNTAS DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO:

Pergunta: Trazendo para o foco a educação inclusiva o que a secretária tem como proposta para as salas de recursos?

Na verdade, hoje, as salas multifuncionais funcionam nas salas que já existiam. São poucas que tem os materiais relacionados. O trabalho é feito na realidade de cada escola, as demandas são atendidas de acordo ao público escolar. A política de inclusão caminha gradativamente, por que sempre há algo novo a ser considerado. A secretaria prepara os auxiliares e os profissionais que trabalham com o atendimento especializado, para serem pontes – da escola, da sala regular com os atendimentos especializados.

Pergunta: Diante do atual cenário econômico em nossa cidade de que forma a Secretaria de Educação e Cultura atuará?

Enxugar custos, avaliando as prioridades, estabelecendo o objetivo, o papel da escola, mas entendendo que temos que trabalhar com o que tem.

Próximos dias:

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários