Zé gotinha avança contra a Covid-19 e o objetivo é proteger a população infantil de Catu

Mesmo recebendo quantidade de doses ainda tímida do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Catu combate a limitação com estratégias e organização.

Uma das estratégias da equipe de imunização, nessa etapa da campanha voltada a atender crianças entre 6 meses a 11 anos; foi concentrar o atendimento em apenas uma unidade PSF.

O intuito é administrar da melhor forma a quantidade de doses recebidas do Ministério da Saúde – que ainda não atende a necessidade real da população.

O novo cronograma de vacinação contra a Covid-19 para crianças – será realizada exclusivamente na Unidade de Saúde da Boa Vista, localizada na Rua Raimundo Borges, todas as quartas-feiras, das 8h às 12h e das 13h às 16h.

Segundo informações da equipe de imunização, o município está em processo de descentralização das vacinas para todas as unidades de saúde a partir da próxima semana. Em conversa com Lindacy Maurício da S. Melo – Coordenadora de Vigilância Epidemiológica (Secretaria da Saúde de Catu), tomamos conhecimento que:

Só crianças permanecerão concentradas na unidade da Boa Vista, devido a quantidade insuficiente de vacinas para este grupo.

Unidade de Saúde da Boa Vista

A senhora Andressa Lisboa de Lima, 25 anos, não deixou para a próxima quarta-feira – trouxe logo o seu filho único – Deivid Henrique, de 10 anos – para tomar a 2º dose da vacina; e, como Deivid mesmo diz:

Ficar mais feliz e mais forte com a vacina

Deivid com certeza amanhã terá muito o que contar para os colegas da Escola Municipal Helena de Araújo – onde estuda; e compartilhar esse sentimento de proteção.

Arthur já chegou com todo gás no PSF – acompanhado de sua mãe Norma Ribeiro Galdino, 40 anos, e de sua avó, entrou no Posto de Saúde com a energia de uma criança de 9 anos – e, que certamente também terá muitas histórias para contar para os colegas da escolinha Tia Margô – onde estuda. Para o grande Arthur Ribeiro – tomar a 3° dose da vacina Pfizer pediátrica foi uma aventura real do gigante Zé gotinha contra a mamona da Cobid-19 – onde certamente venceu o amor dos pais, que cuida e protege.

A mãe do grande Arthur disse que no começo sentia certo medo, por conta das reações – mas, que agora sente mesmo é alívio em poder dá essa dose de amor e proteção aos seus filhos.

O objetivo da campanha de vacinação é proteger a população infantil da doença e contribuir para a diminuição da circulação do vírus.

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários