Quem é o vereador que pediu para vinícolas “não contratarem baianos”

Vereador bolsonarista Sandro Fantinel (Patriota) criticou ação contra trabalho escravo e atacou baianos vítimas de exploração

Fonte: www.metropoles.com

O vereador Sandro Fantinel (Patriota), de Caxias do Sul (RS), que criticou os trabalhadores baianos resgatados em situação análoga à escravidão em uma empresa de Bento Gonçalves, é empresário, defensor do setor agrícola e apoiador de primeira ordem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O parlamentar usou a tribuna da Câmara municipal, nessa terça-feira (27/2), para dizer que os baianos “vivem na praia, tocando tambor” e, por isso, “era normal que se fosse ter esse tipo de problema”, em referência aos trabalhadores de vinícolas explorados no interior do estado.

“Todos que têm argentinos trabalhando hoje só batem palmas. São limpos, trabalhadores, corretos, cumprem o horário, mantém a casa limpa e no dia de ir embora ainda agradecem o patrão. Agora com os baianos, que a única cultura que eles têm é viver na praia tocando tambor, era normal que fosse ter esse tipo de problema”, disse o vereador.

Fantinel foi eleito em 2020 para o primeiro mandato como vereador de Caxias do Sul, após deixar a candidatura a deputado federal em 2018 para se dedicar exclusivamente à campanha do ex-presidente Bolsonaro.

Sandro Fantinel (Patriota) se envolveu em polêmica após dizer que vinícolas deveriam contratar argentinos “que são limpos” em vez de baianos – reprodução Instagram

Em 2022, o parlamentar concorreu ao cargo de deputado estadual pelo Rio Grande do Sul, mas não foi eleito.

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários