Ex-ministros de Bolsonaro receberão salário acima de R$ 39 mil até meio do ano

Fonte: www.metropoles.com

Doze ex-ministros do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) já receberam o direito de quarentena remunerada assegurada pela Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

Nessa terça (14/2), o colegiado aprovou o benefício de R$ 39,3 mil aos ex-ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Defesa, o general Paulo Sérgio Nogueira.

Os ex-titulares das pastas da antiga gestão do Executivo receberão os vencimentos até o meio do ano.

No final do ano passado, o Congresso Nacional votou e aprovou o reajuste da remuneração de ministro, que saltou de R$ 31 mil para R$ 39,3 mil. Como o aumento foi escalonado, o valor deve chegar a R$ 41,6 mil a partir do mês de abril.

No início deste mês, o colegiado já havia liberado que três ex-ministros da Executivo pudesse exercer atividades em empresas privadas. Tratam-se de Bruno Bianco, Fabio Faria e Marcelo Sampaio.

Segundo o Estadão, o colegiado vetou a liberação de Queiroga e Nogueira por ver “conflito de interesses” na intenção dos ex-ministros em atuar na iniciativa privada. O ex-titular da Saúde informou ter recebido proposta para atuar na área de relações institucionais, enquanto o militar disse ter sido convidado para trabalhar em empresa na área de defesa.

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários