Indicada para o TCM, ex-primeira-dama da BA e esposa do ministro Rui Costa chora em sabatina na Alba; candidatura foi aprovada

Candidato à vaga do TCM, o ex-deputado Tom Araújo será sabatinado na mesma comissão na tarde desta segunda. Decisão sobre quem fica com a vaga será o plenário da Casa.

Fonte: g1.globo.com

Indicada para uma vaga no Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, Aline Peixoto, esposa do ministro da Casa Civil, Rui Costa, foi sabatinada por deputados na Comissão de Constituição e Justiça, na Assembleia Legislativa da Bahia, nesta segunda-feira (6). Entre 2015 e 2022, Aline foi primeira-dama do estado.

Após a sabatina, a candidatura foi aprovada pela comissão e agora segue para o plenário. Ainda nesta segunda-feira (6), o outro candidato à vaga do TCM, o ex-deputado Tom Araújo será sabatinado na mesma comissão.

Durante cerca de uma hora e meia, Aline respondeu a questões apresentados pelos parlamentares e chegou a chorar ao ler sua apresentação. Ela afirmou que estaria sendo desqualificada desde o anúncio de sua candidatura por ser casada com Rui Costa, que foi governador da Bahia entre 2015 e 2022.

A sabatina ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça da Alba, presidida pela deputada Maria Del Carmem (PT). Por conta de um acordo entre líderes, a candidata foi sabatinada por 10 deputados, cinco da base de apoio do governo Jerônimo Rodrigues (PT) e outros cinco da oposição.

Antes do início da sabatina, o líder da oposição, o deputado Alan Sanchez (União Brasil) disse que o encontro seria em questões técnicas e não teria abertura para questões pessoais. Seguindo este entendimento, ela respondeu sobre de que forma agiria em situações hipotéticas a serem analisadas pelo TCM.

Aline Peixoto foi sabatinada nesta segunda-feira na Alba — Foto: TV alba

Aline Peixoto foi sabatinada nesta segunda-feira na Alba — Foto: TV alba

Aline Peixoto destacou suas experiências profissionais, quando foi gestora de um hospital no interior do estado, além de ter tido um cargo em Salvador, antes de ser presidente das Voluntárias Sociais do Estado enquanto primeira dama, entre 2015 e 2022.

A ex-primeira dama chorou ao afirmar que passou por “sistemáticos ataques”. Neste momento, ela chegou a ser aplaudida por parte do público da CCJ, formado por parlamentares.

“Críticas são normais na democracia e eu as aceito tranquilamente, ainda que discorde delas, o problema maior é que muitas dessas críticas foram de cunho pessoal, agressões a uma mulher. Tentando me desqualificar apenas por ser casada com o ex-governador da Bahia e ministro da Casa Civil, Rui Costa”, disse.

Aline ainda disse que as críticas tentam “apagar” a sua história enquanto “gestora pública e trablho sociais desenvolvido há décadas”. E disse ainda ser vítima de machismo.

Relatora do parecer em defesa da candidatura de Aline Peixoto, a deputada Ivana Bastos (PSD) disse que a candidatura cumpre os requisitos para ser conselheira do TCM e disse ter orgulho de defender a candidatura de uma mulher e que tem comprovada capacidade de trabalho.

Ao final, a candidatura foi aprovada pelos parlamentares da casa. A sabatina de Tom Araújo acontece na tarde desta segunda-feira.

Ex-deputado Tom Araújo é candidato a uma vaga do TCM — Foto: Divulgação
0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários