Pacheco concede aumento de 18,13% na cota parlamentar de senadores

Com o aumento, teto dos valores mensais da cota parlamentar pode variar de R$ 22 mil a R$ 46 mil, dependendo da unidade da Federação

Fonte: www.metropoles.com

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), concedeu aumento de 18,13% no valor da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAPS), uma espécie de verba indenizatória de senadores. O reajuste foi assinado em 10 fevereiro e publicado em ato da Comissão Diretora da Casa nesta terça-feira (14/2).

De acordo com o texto, o reajuste será escalonado. Senadores terão aumento de 6% a partir de 1º de fevereiro deste ano; 6% a partir de 2024; e 6,13% a partir de 2025.

De acordo com o texto, o reajuste será escalonado. Senadores terão aumento de 6% a partir de 1º de fevereiro deste ano; 6% a partir de 2024; e 6,13% a partir de 2025.

A verba deve ser investida em passagens aéreas, telefonia, manutenção de escritórios parlamentares, alimentação, hospedagem, locação de veículos, segurança, divulgação da atividade parlamentar e combustíveis.

O valor da cota varia entre os estados, devido às diferentes distâncias entre Brasília e cada localidade do Brasil.

Além do reajuste da verba indenizatória, o ato da Comissão Diretora concede quatro trechos de bilhetes aéreos, ida e volta, por mês, tendo como destino o Distrito Federal e como origem o estado de representação do parlamentar.

Veja os valores da verba indenizatória, reajustados neste mês:

  • Acre: R$ 41.185,72
  • Alagoas: R$ 37.159,57
  • Amapá: R$ 45.426,51
  • Amazonas: R$ 46.933,20
  • Bahia: R$ 37.541,17
  • Ceará: R$ 40.477,80
  • Distrito Federal: R$ 22.307,91
  • Espírito Santo: R$ 35.167,20
  • Goiás: R$ 22.307,91
  • Maranhão: R$ 39.640,40
  • Mato Grosso: R$ 37.030,52
  • Mato Grosso do Sul: R$ 34.879,51
  • Minas Gerais: R$ 30.205,97
  • Pará: R$ 42.851,77
  • Paraíba: R$ 37.688,51
  • Paraná: R$ 34.541,80
  • Pernambuco: R$ 38.442,60
  • Piauí: R$ 41.164,52
  • Rio de Janeiro: R$ 33.725,17
  • Rio Grande do Norte: R$ 38.134,77
  • Rio Grande do Sul: R$ 38.039,80
  • Rondônia: R$ 36.692,11
  • Roraima: R$ 43.167,92
  • Santa Catarina: R$ 34.843,60
  • São Paulo: R$ 32.039,77
  • Sergipe: R$ 44.355,12
  • Tocantins: R$ 26.728,11
0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários