Reconhecido internacionalmente como ‘Pintor dos Orixás’, baiano Ed Ribeiro realiza exposição no Rio de Janeiro

Reunindo 31 obras, mostra acontecerá no Centro Cultural Correios, a partir do dia 18 de março

Fonte: culturaenegocios.com.br

Editado 071Noticias

Exaltando a cultura do Candomblé, o artista plástico baiano Ed Ribeiro, reconhecido nacional e internacionalmente como o ‘Pintor dos Orixás’, reuniu 31 obras para exposição no Rio de Janeiro. O lançamento da mostra gratuita ‘Conecte-se com o Sagrado’, acontece no Centro Cultural Correios, no sábado, 18, a partir das 15h. O espaço estará disponível para visitação de 21 de março a 22 de abril, de terça a sábado, das 12h às 19h.

Com curadoria da Tartaglia Arte, de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, a exposição traz pinturas e gravuras que retratam a cultura do Candomblé e a exaltação à natureza. Dentre as obras, 3 delas terão mais de 2 metros de comprimento, além de 2 esculturas, 1 instalação e 1 Ofá sagrado que pertenceu à Mãe Stella de Oxóssi.

“Conheci Ed Ribeiro em uma exposição de amigos em comum no Rio de Janeiro. Foi admiração à primeira vista, ficamos ligados por esse elo espiritual e depois de conhecer seus trabalhos virou um amor profissional. Idealizamos juntos a ideia de uma possível exposição no Rio de Janeiro com a nossa curadoria da Tartaglia Arte. Ed passa seu talento e profunda sensibilidade na sua imensa busca artística, cria imagens de pura força, inovadora e impactante, certamente será uma grande exposição abençoada”, conta Regina Nobrez Tartaglia, diretora da Tartaglia Arte e membro da academia Brasileira de Belas Artes.

A mostra ocupará o terceiro andar do Centro Cultural Correios, com montagem da instalação artística e cenografia por conta do arquiteto Humberto Macedo. Todo o piso do espaço será coberto por folhas e plantas nas entradas das salas, onde as pessoas presentes se conectarão com as forças da natureza durante a exposição.

“Será uma verdadeira conexão com as boas energias dos Orixás. A folha tem uma importância vital para o povo do Axé, sem ela é impossível realizar qualquer ritual. Não se cultua o Orixá sem folha. Folha é tudo!”, explica o artista.

Considerado o ‘Mestre Contemporâneo na Arte em Derramamento de Tintas’, – técnica criada pelo artista baiano que rendeu-lhe premiações, carreira nos Estados Unidos e Europa – com exposição no Museu do Louvre – o maior museu de arte do mundo e um monumento histórico, em Paris, entre outros países como Oslo, Suíça, além de homenagens no carnaval e uma biografia, Ed conta que estar presente nesse espaço é a realização de mais um sonho.

“Poder estar em dos melhores espaços de arte do Brasil, no centro onde há toda a cultura do Rio de Janeiro é uma honra. Considero uma benção divina expor no Centro Cultural Correios, ocupando duas salas e com uma das mais conceituadas curadoria do Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, da Tartaglia Arte. É pra mim a realização de um sonho no mundo da arte, que já comecei a pintar tardiamente com 52 anos.”

Para seu amigo de longa data, o cineasta brasileiro Neville D’Almeida, Ed é uma grande contribuição para a religião e cultura brasileira. “Ed Ribeiro é um caso raro de artista que começou a pintar com 52 anos de idade. Isso é muito significativo, porque mostra uma profunda e total necessidade de criação. O Brasil se não tiver todas as suas raízes e matrizes culturais, não será o Brasil. Ed nos dá uma grande contribuição, entendendo com profundidade, toda a ligação da religião. É da arte, com a sensibilidade do nosso povo. E essa valorização da cultura brasileira através das inúmeras manifestações culturais, nós vamos cada vez mais ter uma dimensão universal do que é a Arte Brasileira e deste artista que além de todas as coisas uma forma única e inovadora de pintar, porque surpreendentemente não usa pincel, não usa os dedos, não usa a mão. Ele faz todo seu trabalho derramando as tintas e movimentando a tela, criando imagens com detalhes e com força de uma grande obra.”

SOBRE O ARTISTA

Ed Ribeiro é natural do interior da Bahia, da cidade de Catu, a 80 Km de Salvador, é reconhecido por sua técnica intitulada Derramamento de tinta, especulada como uma das grandes inovações do mundo da arte, sendo citado por estudiosos como o terceiro inovador entre os séculos 19 e 21 no mundo da arte, estando entre grandes nomes.

Criador de obras com destaques internacionais, o artista plástico e seu ateliê recebem visitantes baianos, brasileiros e estrangeiros, como estadunidenses e suíços. As peças que estão em seu “santuário” consistem em materiais descartados transformados e renascidos em obras de arte, como árvores queimadas, além da exposição de suas reconhecidas telas e do Jeep de Pedra.

Uma de suas obras, considerada pelo público norte-americano como a mais expressiva de Ed Ribeiro, foi A Borboleta. A obra ganhou destaque na Philadelphia International Art Expo, em 2008.

Outro destaque presente no trabalho do artista baiano é a cultura africana, um dos pontos altos das pinturas. Nas telas o artista visa passar sua essência e espiritualidade e ao mesmo tempo quebrar o preconceito de um mundo alheio à cultura e religião do outro.

Além de ‘Pintor dos Orixás’, Ed também é escultor. Uma de suas obras de destaque é O Dinossauro, feito em uma colossal raiz de jaqueira com mais de 10 metros, onde o artista transformou em um animal pré-histórico tão real que permite ultrapassar um portal do tempo entre o passado e o presente.

Com grande contribuição para a cultura brasileira, Ed já recebeu diversas homenagens. Em 2022, além de uma biografia com autoria do escritor, jornalista e cineasta Daniel Marx, que reúne importante marcos da carreira do artista, como as mostras realizadas na Europa, a exposição no Museu do Louvre, a carreira nos Estados Unidos e também as premiações nacionais e internacionais, que consagraram o artista como o ‘Pintor dos Orixás’, também foi destaque na escola de samba Águia de Ouro, no Carnaval de São Paulo.

Neste ano, o artista plástico representou a Bahia sendo o samba enredo da Escola de Samba Raio de Sol no Carnaval de 2023, em Belo Horizonte – Minas Gerais. O single ‘Braços abertos, celebrando a vida’, que conta sobre a vida de Ed, teve autoria de seus amigos Carlinhos Brown, Altay Veloso, Lado Raízes e Charles Theone.

SERVIÇO

Reconhecido internacionalmente como ‘Pintor dos Orixás’, baiano Ed Ribeiro realiza exposição gratuita no Rio de Janeiro / Quando – Vernissage 18 de março; Visitação 21 de março a 22 de abril / onde – Centro Cultural Correios, Rio de Janeiro Horário – Terça a sábado, / das 12h às 19h

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários