Vamos buscar criar pontes entre Lula e Campos Neto, diz Pacheco

Pacheco e Lula se cumprimentam na entrada da residência oficial do presidente do Senado

Presidente do Senado defende reunião para compatibilizar autonomia do Banco Central e combate à fome e à miséria

Fonte: www.poder360.com.br

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta 4ª feira (8.fev.2023) que buscará uma reunião entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o chefe do Banco Central, Roberto Campos Neto, para compatibilizar a autonomia da autarquia com o combate à fome e à miséria. “É um avanço, uma autonomia que afasta critérios políticos de algo que tem um aspecto técnico muito forte, que é o Banco Central”, afirmou o senador a jornalistas.

Pacheco disse que tanto Campos Neto quanto Lula têm boa intenção e, “quando homens de boa intenção se reúnem, os problemas se resolvem”. Lula tem feito reiteradas críticas à política monetária do Banco Central. Em 1º de fevereiro, o BC manteve a taxa básica de juros, a Selic, em 13,75% ao ano. Na 3ª feira (7.fev), voltou a criticar Campos Neto ao dizer que a culpa pela taxa de juros alta é da autarquia, agora autônoma, e, não mais, do governo federal.  Lula cobrou responsabilidade do chefe da autoridade monetária, pediu que ministros da área econômica acompanhem a situação e, de maneira oblíqua, disse que o Senado pode rever a permanência de Campos Neto no cargo. Nesta 4ª (8.fev), os líderes do Governo e do PT na Câmara, José Guimarães (PT-CE) e Zeca Dirceu (PT-PR), afirmaram que assinarão o convite para Campos Neto ir à Casa dar explicações sobre a política monetária do Banco Central.

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários